PBH publica decreto e oficializa ampliação no horário de bares e retomada do público nos estádios

Secretaria de Saúde regulamenta série de protocolos sanitários que devem ser observados pelos estabelecimentos. Com liberação da prefeitura, Mineirão poderá receber jogos Rafael Araújo/GloboEsporte A prefeitura de Belo Horizonte oficializou anúncio do prefeito Alexandre Kalil (PSD), liberando o retorno de público aos estádios e aumentando o horário de funcionamento dos bares e restaurantes na capital. O decreto foi publicado na edição desta quinta-feira (29), no Diário Oficial do Município e já está em vigor. Prefeitura libera torcida em jogos realizados em Belo Horizonte; bares podem ir até 23h Vaivém: relembre alguns momentos de fechamentos e reaberturas de BH na pandemia O prefeito antecipou as medidas durante pronunciamento à imprensa na terça-feira (27). Na ocasião, ele não entrou em detalhes sobre os protocolos sanitários que deverão ser seguidos para que os serviços voltem a funcionar. É aí que entram as medidas previstas pela secretaria municipal de Saúde, que publicou versões com regras para diferentes setores. Bares e restaurantes, por exemplo, vão funcionar das 11h às 23h. Se for retirar para consumo em casa, o serviço funcionará até as 22h. Agora, se o pedido for delivery, não tem restrição de horário. A prefeitura também alterou o protocolo para ocupação das mesas, que podem juntar até seis pessoas. Nesse caso, a regra também vale para eventos e demais espaços com previsão de pessoas sentadas. Veja regras: Eventos Para a participação em eventos na capital, a prefeitura exige que todos os envolvidos – dos organizadores aos participantes - apresentem comprovante negativo para a Covid-19 até 72 horas antes da realização. Vale do tipo RT-PCR ou Teste Rápido de Antígeno. A medida também se estende para feiras, seminários e congressos. As pistas de dança ficam liberadas, desde que estejam em espaços abertos ou em locais fechados que tenham ventiladores de teto e de pé dirigidos para janelas abertas. Teatros e shows A capacidade máxima de público não deve ser superior a 60% dos assentos, limitados a 600 pessoas, caso tenha serviço de alimentação para consumo no local. Quando não houver o serviço, a limitação passa para 800 pessoas. O público também deve apresentar teste negativo para a Covid-19 em até 72 horas antes do evento. Futebol A fila para a entrada nos estádios deve respeitar o distanciamento de 1 metro para cada torcedor, que deve usar máscara durante todo a partida. O público máximo é de 30% da capacidade do estádio, sempre ocupando assentos dos espaços abertos. A prefeitura não recomenda que mulheres grávidas compareçam aos jogos. A torcida será única e correspondente ao mandante do jogo. Funcionários, imprensa e torcedores devem apresentar, impresso, o resultado negativo no teste para a Covid-19 até 72 horas antes da partida. A prefeitura ainda previu regras específicas para os serviços de alimentação dentro dos estádios, que não poderão comercializar bebidas alcoólicas. A regulamentação completa pode ser visualizada aqui. Os vídeos mais vistos do G1 MG nos últimos dias:

PBH publica decreto e oficializa ampliação no horário de bares e retomada do público nos estádios

Secretaria de Saúde regulamenta série de protocolos sanitários que devem ser observados pelos estabelecimentos. Com liberação da prefeitura, Mineirão poderá receber jogos Rafael Araújo/GloboEsporte A prefeitura de Belo Horizonte oficializou anúncio do prefeito Alexandre Kalil (PSD), liberando o retorno de público aos estádios e aumentando o horário de funcionamento dos bares e restaurantes na capital. O decreto foi publicado na edição desta quinta-feira (29), no Diário Oficial do Município e já está em vigor. Prefeitura libera torcida em jogos realizados em Belo Horizonte; bares podem ir até 23h Vaivém: relembre alguns momentos de fechamentos e reaberturas de BH na pandemia O prefeito antecipou as medidas durante pronunciamento à imprensa na terça-feira (27). Na ocasião, ele não entrou em detalhes sobre os protocolos sanitários que deverão ser seguidos para que os serviços voltem a funcionar. É aí que entram as medidas previstas pela secretaria municipal de Saúde, que publicou versões com regras para diferentes setores. Bares e restaurantes, por exemplo, vão funcionar das 11h às 23h. Se for retirar para consumo em casa, o serviço funcionará até as 22h. Agora, se o pedido for delivery, não tem restrição de horário. A prefeitura também alterou o protocolo para ocupação das mesas, que podem juntar até seis pessoas. Nesse caso, a regra também vale para eventos e demais espaços com previsão de pessoas sentadas. Veja regras: Eventos Para a participação em eventos na capital, a prefeitura exige que todos os envolvidos – dos organizadores aos participantes - apresentem comprovante negativo para a Covid-19 até 72 horas antes da realização. Vale do tipo RT-PCR ou Teste Rápido de Antígeno. A medida também se estende para feiras, seminários e congressos. As pistas de dança ficam liberadas, desde que estejam em espaços abertos ou em locais fechados que tenham ventiladores de teto e de pé dirigidos para janelas abertas. Teatros e shows A capacidade máxima de público não deve ser superior a 60% dos assentos, limitados a 600 pessoas, caso tenha serviço de alimentação para consumo no local. Quando não houver o serviço, a limitação passa para 800 pessoas. O público também deve apresentar teste negativo para a Covid-19 em até 72 horas antes do evento. Futebol A fila para a entrada nos estádios deve respeitar o distanciamento de 1 metro para cada torcedor, que deve usar máscara durante todo a partida. O público máximo é de 30% da capacidade do estádio, sempre ocupando assentos dos espaços abertos. A prefeitura não recomenda que mulheres grávidas compareçam aos jogos. A torcida será única e correspondente ao mandante do jogo. Funcionários, imprensa e torcedores devem apresentar, impresso, o resultado negativo no teste para a Covid-19 até 72 horas antes da partida. A prefeitura ainda previu regras específicas para os serviços de alimentação dentro dos estádios, que não poderão comercializar bebidas alcoólicas. A regulamentação completa pode ser visualizada aqui. Os vídeos mais vistos do G1 MG nos últimos dias: