Jovem é preso por estrangular até a morte homem que negou emprestar moto em Roraima

Crime aconteceu no dia 2 de junho desse ano, no Cantá. Wanderson Nonato da Silva foi atacado com um pedaço de pau e, quando caiu no chão, foi estrangulado. Jovem, de 23 anos, teve mandado de prisão preventiva acatado pela Justiça Divulgação/PCRR Um jovem, de 23 anos, foi preso nesta quarta-feira (4), suspeito de agredir a pauladas Wanderson Nonato da Silva e estrangula-lo até a morte, no município do Cantá, em Roraima, informou a Polícia Civil. Conforme a Polícia, o crime aconteceu no dia 2 de junho desse ano, na Vicinal 8, Tatajuba II, na Confiança III. A vítima estava assistindo TV em uma rede na varanda de casa, quando foi atacada e morta. O corpo foi arrastado até um igarapé para ser ocultado. A morte, segundo a Civil, foi motivada devido a vítima se negar a emprestar a moto para o suspeito. Após o crime, o jovem fugiu e teve mandado prisão preventiva deferido pela Justiça. Um amigo do suspeito e da vítima presenciou o crime, mas disse à Polícia que estava embriagado e ficou em estado de choque na hora, segundo o delegado do Cantá, Ronaldo Sciotti. “Essa testemunha estava bebendo com o infrator desde cedo e saíram para comprar mais cachaça. No caminho, o acusado viu a vítima deitada e pediu para aguardar um pouco que iria falar com ele, ocasião em que cometeu o crime”, conta o delegado. Para a Polícia Civil, o crime teve uma motivação fútil e foi totalmente esclarecido. Agora, o suspeito ficará à disposição da Justiça.

Jovem é preso por estrangular até a morte homem que negou emprestar moto em Roraima

Crime aconteceu no dia 2 de junho desse ano, no Cantá. Wanderson Nonato da Silva foi atacado com um pedaço de pau e, quando caiu no chão, foi estrangulado. Jovem, de 23 anos, teve mandado de prisão preventiva acatado pela Justiça Divulgação/PCRR Um jovem, de 23 anos, foi preso nesta quarta-feira (4), suspeito de agredir a pauladas Wanderson Nonato da Silva e estrangula-lo até a morte, no município do Cantá, em Roraima, informou a Polícia Civil. Conforme a Polícia, o crime aconteceu no dia 2 de junho desse ano, na Vicinal 8, Tatajuba II, na Confiança III. A vítima estava assistindo TV em uma rede na varanda de casa, quando foi atacada e morta. O corpo foi arrastado até um igarapé para ser ocultado. A morte, segundo a Civil, foi motivada devido a vítima se negar a emprestar a moto para o suspeito. Após o crime, o jovem fugiu e teve mandado prisão preventiva deferido pela Justiça. Um amigo do suspeito e da vítima presenciou o crime, mas disse à Polícia que estava embriagado e ficou em estado de choque na hora, segundo o delegado do Cantá, Ronaldo Sciotti. “Essa testemunha estava bebendo com o infrator desde cedo e saíram para comprar mais cachaça. No caminho, o acusado viu a vítima deitada e pediu para aguardar um pouco que iria falar com ele, ocasião em que cometeu o crime”, conta o delegado. Para a Polícia Civil, o crime teve uma motivação fútil e foi totalmente esclarecido. Agora, o suspeito ficará à disposição da Justiça.