Dia dos Pais deve injetar mais de R$ 33 milhões na economia de Maceió, diz pesquisa

Valor é 8,4% menor que o registrado em 2020. Itens de vestuário lideram preferência de compra. Dia dos Pais deve movimentar R$ 33,3 milhões na economia de Maceió, segundo pesquisa Carol Sanches/TV Gazeta O período de Dia dos Pais deve injetar R$ 33,3 milhões na economia de Maceió, segundo pesquisa do Instituto Fecomércio divulgada nesta quarta-feira (4). O valor, contudo, é 8,4% menor que o registrado em 2020. 51% dos consumidores afirmam que vão dar presentes na data e o valor médio gasto nas compras deve ser de R$ 141,51, um pouco menor ao da comemoração, R$ 142,93. A estimativa é de investimento total de R$ 18,7 milhões na aquisição de produtos e de R$ 18,8 milhões com as comemorações. A maioria dos maceioenses entrevistados afirmou que deve comemorar a data em casa (72%), seguida de restaurantes (10%) e casa de amigos (4%). Não ter a quem dar presentes no Dia dos Pais foi o motivo informado pela maioria dos que pretendem passar a data em branco. Não tem a quem dar presente: 63% Não costuma dar presentes: 18% Está endividado: 6% Ficou mais cauteloso: 3% Está desempregado: 2% Os itens de vestuário lideram a preferência dos consumidores. A pesquisa aponta que 74% planejam adquirir um presente, enquanto 18% devem comprar dois e 3%, três. Vestuário: 43% Perfumes: 13% Calçados: 11% Relógio: 8% Eletrônicos: 4% Cesta de café da manhã: 2% Livros: 1% A qualidade dos produtos e os preços, seguidos da praticidade e variedade serão os fatores mais atraentes para os clientes escolherem entrar em uma loja no período, segundo a pesquisa. Os dados apontam ainda que 60% devem optar pelo pagamento via cartão de crédito parcelado e 20% pelo pagamento à vista via débito. Quantia investida pelos entrevistados nos presentes 30% investirão entre R$ 51 e R$ 100 24% pagarão de R$ 101 a R$ 150 23% desembolsarão de R$ 151 a R$ 200 Assista aos vídeos mais recentes do G1 AL Veja mais notícias da região no G1 AL

Dia dos Pais deve injetar mais de R$ 33 milhões na economia de Maceió, diz pesquisa

Valor é 8,4% menor que o registrado em 2020. Itens de vestuário lideram preferência de compra. Dia dos Pais deve movimentar R$ 33,3 milhões na economia de Maceió, segundo pesquisa Carol Sanches/TV Gazeta O período de Dia dos Pais deve injetar R$ 33,3 milhões na economia de Maceió, segundo pesquisa do Instituto Fecomércio divulgada nesta quarta-feira (4). O valor, contudo, é 8,4% menor que o registrado em 2020. 51% dos consumidores afirmam que vão dar presentes na data e o valor médio gasto nas compras deve ser de R$ 141,51, um pouco menor ao da comemoração, R$ 142,93. A estimativa é de investimento total de R$ 18,7 milhões na aquisição de produtos e de R$ 18,8 milhões com as comemorações. A maioria dos maceioenses entrevistados afirmou que deve comemorar a data em casa (72%), seguida de restaurantes (10%) e casa de amigos (4%). Não ter a quem dar presentes no Dia dos Pais foi o motivo informado pela maioria dos que pretendem passar a data em branco. Não tem a quem dar presente: 63% Não costuma dar presentes: 18% Está endividado: 6% Ficou mais cauteloso: 3% Está desempregado: 2% Os itens de vestuário lideram a preferência dos consumidores. A pesquisa aponta que 74% planejam adquirir um presente, enquanto 18% devem comprar dois e 3%, três. Vestuário: 43% Perfumes: 13% Calçados: 11% Relógio: 8% Eletrônicos: 4% Cesta de café da manhã: 2% Livros: 1% A qualidade dos produtos e os preços, seguidos da praticidade e variedade serão os fatores mais atraentes para os clientes escolherem entrar em uma loja no período, segundo a pesquisa. Os dados apontam ainda que 60% devem optar pelo pagamento via cartão de crédito parcelado e 20% pelo pagamento à vista via débito. Quantia investida pelos entrevistados nos presentes 30% investirão entre R$ 51 e R$ 100 24% pagarão de R$ 101 a R$ 150 23% desembolsarão de R$ 151 a R$ 200 Assista aos vídeos mais recentes do G1 AL Veja mais notícias da região no G1 AL